sábado, 24 de outubro de 2015

CURSO DE PRIMEIROS SOCORROS NA EDUCAÇÃO BÁSICA E FUNDAMENTAL

 

Major Olimpio cria Projeto de Lei para incluir nos currículos das escolas cursos de primeiros socorros aos professores e alunos.

O Deputado Federal Major Olimpio, apresentou nessa Terça-Feira dia 01 de Setembro de 2015, o Projeto de Lei nº 2.822/15 que acrescenta ao currículo da educação básica e dos ensinos fundamental e médio, ensino de primeiros socorros, abrangendo a parte teórica e prática, incluindo, dentre outros, treinamento para desobstrução de vias aéreas, ressuscitação cardiopulmonar, identificação de situações de emergências e números de telefone dos serviços públicos de atendimento de emergência, devendo esses cursos serem ministrados ao docentes e alunos, mediante convênio com o Corpo de Bombeiro Militar do respectivo Estado ou do Distrito Federal.
Os primeiros socorros são procedimentos básicos de emergência que devem ser aplicados a uma pessoa em situação de risco de vida, procurando manter os sinais vitais bem como impedir o agravamento, até que o socorro chegue e a vítima receba adequada assistência.
A necessidade do curso de primeiros socorros é pouco divulgada no Brasil, onde cerca de 37% das mortes de crianças é motivada por causas externas, que são as decorrentes de acidentes como afogamento, intoxicação e quedas, segundo números do SUS (Sistema Único de Saúde).
A falta de apoio, preparo e conhecimento levam muitas pessoas ao óbito pois mesmo após o acionamento dos serviços de emergências, a morte por causas como o engasgo pode ocorrer subitamente se não houver o socorro imediato, sendo essas medidas tomadas em diversos países da Europa, como também nos Estados Unidos, tendo um grande reflexo positivo no pronto-atendimento, evitando diversas mortes.
Para Olimpio é fundamental realizar o preparo do maior número possível de professores e alunos que frequentam creches e escolas, onde se concentram grande parte dessas tragédias, para que medidas efetivas de prevenção e de primeiros socorros sejam tomadas de imediato, visando salvaguardar o maior número de vidas possíveis, trazendo um benefício à população brasileira e às instituições.


Nenhum comentário:

Postar um comentário