quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

TRANSPORTE ESCOLAR E SEGURANÇA

Transporte garante segurança de estudantes do contra turno

23/02/15 às 10:23 - Atualizado às 10:38 SMCS
Estudantes da rede municipal de ensino que participam de atividades de contraturno contam com o transporte para levá-los entre escolas municipais e unidades de contraturno escolar (UEI) onde participam de atividades complementares. São 19 ônibus que fazem diariamente o transporte gratuito de quase 2 mil alunos, atendidos com segurança e conforto.
Oferecer o transporte aos estudantes é uma medida que reforça a qualidade do ensino. “Garantimos dessa forma a participação regular de meninos e meninas em atividades que complementam a formação e melhoram o desenvolvimento integral das crianças”, diz a secretária municipal da educação, Roberlayne Borges Roballo.
O transporte escolar gratuito é oferecido aos estudantes atendidos nas unidades de contraturno distantes das escolas onde a criança estuda, ou ainda nos casos nos quais a travessia das crianças era arriscada em função de vias perigosas. Os ônibus começaram a operar no segundo semestre do ano passado.
Antes da oferta desse serviço, feita pela Secretaria Municipal da Educação, o transporte das crianças ficava por conta dos pais e muitas famílias encontravam dificuldades para levar as crianças de um espaço ao outro.
Os ônibus facilitam a rotina das crianças que trocam de unidade no meio do dia. Quem vai à escola pela manhã participa das atividades de contraturno na UEI à tarde. Já quem estuda à tarde frequenta a UEI pela manhã.
É o como faz o estudante Allan Fernando Leirias Luthi, da Escola Municipal João Stival, no Butiatuvinha. O garoto de 8 anos é levado às atividades de contraturno na UEI pela mãe, a vendedora Geocione Leirias que deixa o filho pela manhã antes de seguir para o trabalho.
Após quatro horas envolvido em jogos pedagógicos, práticas de arte, ciências e tecnologias, além de brincadeiras e momentos literários, o estudante almoça na companhia dos colegas, antes de pegar o ônibus que encurta o quase 1 quilômetro que separam a UEI da escola.
“Eu adoro participar das atividades com lego e acho muito divertido ir com o ônibus para a escola”, disse o menino.
Conforto
Na viagem, Allan e os colegas seguem em bancos individuais, afivelados aos cintos de segurança, acompanhados de um inspetor. O conforto para ele vai além de não precisar mais caminhar no sol forte, na chuva, para chegar até a escola. “Eu ficava com pena da minha mãe que para me levar de uma unidade para outra ficava sem almoçar. Agora ela tem tempo para comer com tranquilidade”, conta o estudante.
Gelcione também comemora a oferta do transporte. “Não tenho carro e precisávamos fazer o trajeto de quase um quilometro andando. Isso tinha reflexo no rendimento dele na escola”, disse a mãe.
As bolachas que ela comia no almoço foram substituídas por refeições nutritivas. “Tenho uma hora de almoço que antes era dedicado ao trajeto dele para a escola. Além de almoçar bem e com calma agora tenho a tranquilidade de saber que ele está em segurança” disse Gelcione.
Jaqueline Alves de Paula, mãe da estudante Jennifer, de 8 anos, também está satisfeita com o serviço. “Sabendo que o filho está em segurança e aprendendo bem qualquer mãe fica feliz. O transporte feito com o ônibus escolar é a melhor opção com a qual eu poderia contar”, disse a Jaqueline.
Jennifer considera o serviço de transporte a garantia de manhãs divertidas e prazerosas entre colegas e professoras. “Adoro tudo no contraturno, em especial os jogos de futebol e o almoço que é uma delícia”, disse a menina.
Na avaliação da coordenadora da UEI da Escola João Stival, Vanessa Franceschini Alberti, o fato de as crianças terem ônibus gratuito para os descolamentos entre uma unidade e outra de ensino fez a diferença no rendimento dos meninos e meninas. “Muitos pais não tinham como trazer os filhos e as crianças acabavam ficando sem o atendimento. As turmas chegam e saem juntas, o que também influenciou na melhoria da organização das práticas desenvolvidas na unidade”, disse Vanessa.
Na UEI João Stival são atendidos 180 estudantes, 90 em cada turno, com práticas pedagógicas desenvolvidas em quatro eixos: acompanhamento pedagógico, práticas ambientais, ciências e tecnologias e práticas artísticas.
BEM PARANÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário