quarta-feira, 28 de agosto de 2013

MAIS SEGURANÇA

POR MAIS SEGURANÇA, PAIS E PROFESSORES SE REÚNEM NESTA SEGUNDA

Textos: Alissa Steilein / reportagem@atribunanet.com
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) da regional de Criciúma continua na luta por mais segurança nas escolas. Desde a última terça-feira, quando o professor de Educação Física da Escola Estadual Melchiades Bonifácio Espíndola, de Balneário Rincão, José Luiz Vicente, foi agredido por um adolescente que invadiu a instituição, o assunto se tornou pauta principal entre a categoria, que exige uma ação das autoridades.

Nesta quinta-feira, os professores da instituição decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado, até que a situação seja resolvida. “Não é a primeira vez que acontece uma agressão do tipo. Muitas vezes a violência parte de dentro da própria escola. Precisamos que algo seja feito o quanto antes”, declara a dirigente do Sinti, Giovana dos Santos, e professora do ensino médio da Escola Melchiades Bonifácio Espíndola . “Atualmente a única coisa que supostamente nos protege é a câmera de segurança. A periculosidade dos professores estaduais e municipais já chega a 30%. Vejo isso com muita preocupação. Pedimos mais atenção do Estado, que parece ter deixado de lado o novo município de Balneário Rincão”.

De acordo com o gerente, na próxima segunda-feira uma reunião será realizada junto à Secretaria de Desenvolvimento Regional, para adequar a infraestrutura e aumentar para cinco metros o muro da escola. “Também iremos providenciar um vigilante para que proteja a unidade escolar”.

Pais e professores farão assembléia 

Na próxima segunda-feira, pais, alunos e funcionários da escola realizarão uma assembléia, a partir das 19h, para discutir sobre a situação. A intenção do Sinte é também convocar outras escolas, para que juntas possam realizar um ato público que será definido durante o encontro. “Não é só a nossa escola que passa por esse problema. Várias instituições da região também carecem de segurança”, completa Giovana.
FONTE TRIBUNA NET

Nenhum comentário:

Postar um comentário