quarta-feira, 10 de julho de 2013

SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Projeto conscientiza comunidade escolar sobre segurança no trânsito

05/07/2013 16:06:00

As secretarias municipais de Trânsito (Setran) e de Educação estão iniciando nas escolas municipais de Curitiba um projeto-piloto de sensibilização para temas relacionados à segurança no trânsito. O objetivo do trabalho é envolver a comunidade escolar – alunos, pais, professores – com as questões do trânsito no entorno das escolas.
Durante esta semana, agentes educadores da Setran visitaram quatro escolas – Maria do Carmo Martins (Cidade Industrial de Curitiba), Marumbi (Uberaba), Paulo Freire e Colombo (ambas no Sítio Cercado) – para realizar atividades educativas com os alunos e palestras com pais e professores. “A cada mês, iremos promover um período de atividades em quatro ou cinco escolas. Faremos uma avaliação do projeto por seis meses e depois vamos expandi-lo para as demais escolas da cidade”, afirma Adilson Lombardo, coordenador de educação no trânsito da Setran.
Os alunos assistem a palestras sobre a segurança no trânsito, abordando as crianças como pedestres e como passageiros nos veículos. Eles também participam de oficinas de pintura e desenho, brincam com jogos educativos, fazem um circuito de orientação trânsito - que simula situações nas ruas da cidade -, além de assistir uma apresentação muita interativa, que reúne música e teatro de bonecos, com diversas dicas de trânsito.
 “Aprendemos que não se deve brincar na rua, pois podemos ser atropelados. Vimos muitas coisas que podemos passar para os nossos pais, como respeitar a faixa de segurança e não avançar nos pedestres com o carro”, explica Bruna Beatrisse Ripka, de 10 anos, aluna do 5º do ensino fundamental da Escola Municipal Marumbi. “Aprendi diversas coisas sobre como andar corretamente nas ruas, fazer as travessias, respeitar os semáforos. Tudo para não termos mais acidentes nas ruas”, completa Abdiel Marques de Freitas, de 10 anos, outro aluno da Marumbi.
Os professores recebem orientações de como a segurança no trânsito pode ser inserida no conteúdo das aulas. “Nosso aluno é um multiplicador da ideia de responsabilidade e do cuidado no trânsito. Com as informações, os professores também podem conhecer e respeitar mais as leis de trânsito e incentivar os alunos a cobrar dos seus familiares um maior respeito também. As palestras e oficinas devem ser mais constantes para todos os envolvidos – alunos, professores e a comunidade local. Assim, todos ajudamos a melhorar o trânsito na cidade”, revela a professora Cleonilda Gomes Batista, da Escola Marumbi.
O projeto ainda promove palestras de sensibilização para os pais dos alunos. A dona de casa Josiane da Silva Gomes recebeu as informações de trânsito dos agentes da Setran e disse que pretende conversar com o filho e aluno da escola do Uberaba sobre o que ambos aprenderam. “É preciso sempre prevenir os acidentes na região da escola. No nosso caso, o colégio fica quase ao lado da BR-277. Temos uma passarela próxima, mas as pessoas insistem em passar por baixo, cruzando a rodovia, onde acontecem os acidentes. Eu sempre uso a passarela e falo para o meu filho utilizar também”, confirma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário